Protesto contra PEC dos Gastos no Rio termina em confronto com a PM

Milhares de manifestantes marcharam na noite desta sexta-feira (11) pelas ruas do centro do Rio contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que estabelece um teto de gastos públicos para o governo federal. A passeata saiu da Igreja da Candelária, seguiu pela Avenida Rio Branco e tomou o rumo da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

O local tem sido palco de protestos e confrontos nos últimos dias por causa de um pacote de medidas fiscais do governo do estado, que propõe ações duras, como a elevação da contribuição previdenciária de funcionários e aposentados para equilibrar as contas públicas.

O prédio foi isolado com grades de ferro e cercado por um forte contingente de policiais militares. Os ativistas ficaram concentrados em torno de um caminhão de som, onde discursaram contra a PEC 55.

A manifestação teve a participação de centrais sindicais, partidos políticos de esquerda, sindicatos de diversas categorias e representações estudantis de ensino médio e universitário.

Ao final da manifestação, por volta de 20h30, um grupo de jovens mascarados soltou um rojão em frente à Alerj, o que provocou a reação dos policiais que guarneciam o prédio. Os PMs tentaram perseguir os manifestantes, que soltaram mais rojões e pedras contra os policiais. Os PMs disparam bombas de gás lacrimogênio e de efeito moral.

Os jovens mascarados fizeram barricadas no meio da rua com mesas e cadeiras dos bares e atearam fogo em sacos de lixo no meio da rua. A polícia prendeu pelo menos três manifestantes e a confusão se alastrou por várias quarteirões do Centro do Rio.

Agência Brasil

Deixe uma resposta