Qual a importância da linguagem digital?

Nesta coluna, tenho a colaboração de uma ex-aluna, Analista de Treinamento Corporativo, professora de Inglês e, hoje, professora de pós-graduação em Texto e Linguagem Digital – Cristina Barbosa.

Marketing significa aparecer e ser visto, falar e ser ouvido. Na verdade, bem visto e bem ouvido. Em um mundo cada vez mais cheio de possibilidades, com tantos anúncios sobre produtos (bens e serviços), é importante ter um diferencial, especialmente no meio digital.

A internet vem dominando cada vez mais as formas de comunicação. Se antes era restrita a mensagens pessoais e informais, hoje, nós a utilizamos para contatos corporativos e para fechar negócios. E é justamente aí onde entra o nosso discurso, a nossa fala, a nossa linguagem, só que, agora, digital.

O leitor de hoje não lê, mas escaneia. Sim, tal qual um scanner, não lemos na íntegra os textos que nos são apresentados na internet, mas temos a tendência a apenas bater o olho e tentar captar a essência da informação, tamanha a velocidade com que queremos encontrar determinada resposta.

É importante ter em mente que, se o usuário não encontra a resposta que procura em um site, em apenas um clique, ele desiste e vai para outra página, sempre em busca de respostas curtas que preencham aquele vazio imediato da necessidade de uma informação.

Por isso, na hora de pensar na produção de conteúdo para a internet, é importante ter estas perguntas em mente: “quem é meu público-alvo” e “qual é o meu objetivo”?

Quando se procura saber mais sobre o público-alvo, entende-se que não dá para generalizar. Cada um tem seu gosto, formação, perfil e necessidade. Por isso, temos que entender para quem estamos escrevendo, com quem estamos falando.

Ao se perguntar qual é o seu objetivo ao falar de determinado assunto, é possível ser mais direto e preciso. O objetivo tem que estar muito bem desenhado ou, então, o leitor vai se perder no meio de um conteúdo que não sabe onde vai chegar.

Assim, há 4 pilares extremamente importantes na hora de produzir conteúdo digital, sempre focando na linguagem que será usada. São eles: persuasão, objetividade, credibilidade e relevância.

É necessário persuadir o leitor a continuar lendo e a acreditar em você. Com a objetividade, você ganha tempo e o conquista ao escrever exatamente o que ele esperava ler. Já com a credibilidade, você constrói uma relação de confiança e, nesse mundo digital em que tudo pode ser escrito e dito por qualquer um, se a sua voz e a sua imagem passarem confiança, aí você terá um diferencial. E, por último, seu conteúdo deve ser relevante, pois precisa fazer a diferença para quem está vendo aquilo. Caso contrário, será apenas mais um a ser esquecido. Tão rápido como um clique em outra página. E o pior, de uma página concorrente.

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here