Recompensa por chefes do tráfico no Rio é de R$ 30 mil

Foto: Divulgação

O Portal dos Procurados, do Disque-Denúncia, lançou nesta quinta-feira (24) o cartaz com a recompensa de R$ 30 mil por informações que levem à prisão de seis chefes do tráfico de drogas da cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com o órgão, estes homens têm promovido tiroteios em vias públicas, confrontos por disputas de território, ataques à base de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Suas ações colocam em risco e trazem mais perigo para a população carioca. São eles:

Edvanderson Gonçalves Leite – o Deco – Chefe do tráfico da Cidade de Deus (CDD), em Jacarepaguá, na Zona Oeste. Está solto desde 21 de julho deste ano, após ser beneficiado por um habeas corpus concedido pela Justiça. Ele é um bandido de guerra, que tem muita experiência no crime, e, há 20 anos, ele fica entrando e saindo de presídios, aterrorizando a comunidade da CDD.

Luciano Martiniano da Silva – o Pezão – Chefe do tráfico de drogas no Complexo do Alemão. Tem promovido diversos ataques a base da UPP do Alemão. É um dos criminosos mais procurados pela Polícia do Rio.

Leandro Nunes Botelho – o Scooby Doo – Chefe do tráfico do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte, é condenado por sequestro e cárcere privado, e esteve envolvido no sequestro e espancamento de militares do Exército em 2009. Ultimamente, tem promovido diversos ataques à base da UPP dos Macacos.

Rogério Avelino da Silva – O Rogerinho 157 – Chefe do tráfico da Rocinha, em São Conrado, Zona Sul. Vem adotando maneiras de lucros maiores na venda de drogas. Liberou o roubo de carros na região, tem o hábito de extorquir moradores ao estilo “milícia” e aumentou o valor do pedágio para os mototaxistas.

Gil Pinheiro dos Santos – O Mil Gol – Chefe do tráfico da Vila Aliança/Coréia, em Padre Miguel, na Zona Oeste. Assumiu o controle das vendas de drogas, após a morte de Matemático, e vem praticando todos os tipos de atrocidades na região aos que são contra suas ordens.

Sérgio Luiz da Silva Júnior – o Da Russa  – Chefe do tráfico do Morro do Barrão, na Praça Seca, Zona Oeste. Tem grande prestígio com o alto escalão do CV. Um dos principais traficantes da facção nas ruas. Braço-direito do traficante Luiz Claudio Machado, o Marreta. Ele coordena os pontos de drogas no Complexo do Lins, Covanca e alguns pontos do Alemão. Da Russa ainda faz o papel de comprador, adquirindo armas, granadas e munição em grande escala.

Quem tiver informações sobre a localização desses criminosos, denuncie pelos seguintes canais: WhatsApp dos Procurados (21) 96802-1650, Disque-Denúncia (21), 2253-1177, facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/,  ou APP de denúncias ‘Disque Denúncia Rio’. O valor pago exclusivamente por informações passadas ao 2253-1177, pelo WhatsApp ou APP. o anonimato é garantido.

 

Deixe uma resposta