Réveillon em Copacabana deve reunir 2 milhões de pessoas

Foto: Alexandre Macieira/Riotur

Órgãos envolvidos na operação do Réveillon de Copacabana como a prefeitura, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil divulgaram hoje (27) o planejamento para a festa, que deve reunir 2 milhões de pessoas. A expectativa é que haja 865 mil turistas na cidade, e que a economia receba uma injeção de US$ 690 milhões.

O secretário de Turismo do Rio de Janeiro, Antonio Pedro Figueira de Melo, destacou que 2016 foi um ano bom para a hotelaria carioca já que, além dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, a cidade foi beneficiada pela alta do dólar.

“O dólar forte ajuda o turista internacional a vir”, disse ele, que complementou: “O turista brasileiro acaba ficando no Brasil e vindo para a cidade do Rio de Janeiro”.

A taxa de ocupação média dos hotéis na cidade é de 78%, número que a secretaria considera positivo, já que houve aumento na quantidade de quartos disponíveis. Nos bairros Leme e Copacabana, a taxa sobe para 86%.

Bloqueios

O deslocamento por transporte público continua a ser uma das principais recomendações para a festa de Ano-Novo, já que as ruas de Copacabana serão totalmente bloqueadas para veículos particulares a partir das 19h, o que inclui ônibus fretados, veículos de turismo e motoristas que prestam serviço por aplicativos como o Uber. O bloqueio começará uma hora mais tarde neste ano e terminará apenas às 5h do dia 1º.

Mesmo os ônibus e táxis credenciados não poderão circular em Copacabana depois das 22h, quando a expectativa é que grande parte do público já esteja nas ruas.

O momento considerado mais crítico no deslocamento são os minutos posteriores à queima de fogos, até a 1h. A prefeitura pede que as pessoas evitem sair de uma só vez e deixem o bairro com tranquilidade.

Além das quatro estações de metrô nos arredores, o público poderá se dirigir aos dois terminais de ônibus preparados para o dia do réveillon. Na Enseada de Botafogo, vão parar os ônibus para o centro e zona norte. Nas avenidas Prudente de Morais e Vieira Souto, em Ipanema, vão ficar os pontos para quem segue com destino à zona oeste. Neste ano, também será possível usar a Linha 4 do metrô para ir à Barra da Tijuca e de lá embarcar nos BRTs. Os bilhetes de metrô, no entanto, só poderão ser compradas antecipadamente e não estarão disponível no dia da festa.

O estacionamento em Copacabana também será proibido, a partir do dia 30 de dezembro. Trinta reboques vão trabalhar no recolhimento dos carros que estiverem em local proibido. Quem tiver o carro rebocado terá que pagar uma taxa emitida no site da Secretaria Municipal de Transporte Urbano e buscar o veículo em um depósito em São Cristóvão, na zona norte.

Crianças perdidas

Outra preocupação do Poder Público é com menores que venham a se perder dos pais. Segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, 876 crianças e adolescentes se perderam no ano passado e precisaram de ajuda para reencontrar os responsáveis. A identificação de pulseiras fez com que o problema fosse resolvido mais rapidamente em 30% dos casos.

A secretaria deve distribuir pulseiras de identificação impermeáveis nas saídas do metrô, mas recomenda que os pais já saiam de casa com os filhos identificados. A Guarda Municipal também deve distribuir pulseiras em tendas montadas ao longo da praia.

Os órgãos envolvidos na operação também recomendam que os participantes da festa bebam bastante líquido, evitem andar descalço, não deixem de tomar medicamentos de uso contínuo e armazenem bem os alimentos.

Festas

Neste ano, o Réveillon de Copacabana terá apenas um palco, na altura do Copacabana Palace, e a principal atração será um show do Grande Encontro, reunindo Elba Ramalho, Alceu Valença e Geraldo Azevedo. As atrações começam às 18h30 e devem se estender até depois das 3h. O show principal está marcado para as 21h45.

Outras queimas de fogos foram organizadas fora de Copacabana, em áreas de lazer e outras praias. As festas terão palcos e apresentações ao vivo e poderão ser acompanhadas em Sepetiba, Ilha do Governador, Barra Tijuca, Flamengo, Ramos, Madureira, Penha, Guaratiba e Paquetá.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*