Rio registra sétimo caso de morte provocada por febre amarela

O estado do Rio de Janeiro registrou nesta quarta-feira (24) a sétima morte por febre amarela. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, o novo caso fatal foi registrado na cidade de Porciúncula, noroeste fluminense, onde já havia sido registrada uma morte causada pela doença, em abril.

No final de maio uma pessoa morreu em Santa Maria Madalena, noroeste do estado. A cidade com o número de ocorrências continua sendo Casimiro de Abreu, na Região dos Lagos, com sete casos, sendo um óbito.

O estado do Rio registrou 16 casos de febre amarela em humanos. Além dos municípios de Casimiro de Abreu (7), Porciúncula (2) e Santa Maria Madalena (1), houve casos em Macaé (2) e São Fidélis (1), norte fluminense; São Pedro da Aldeia (1), região dos Lagos; Maricá (1), região metropolitana; e Silva Jardim (1), Baixada Litorânea.

Em quatro municípios foram detectados seis casos de febre amarela em macacos: São Sebastião do Alto, Maricá, Campos dos Goytacazes, Macaé, Rio das Flores e Carmo.

A secretaria estadual informou que 55 dos 65 municípios prioritários para o combate à doença já receberam vacinas em quantidade suficiente para imunizar o público-alvo. Cerca de 5 milhões de doses já foram distribuídas e a expectativa é imunizar 12 milhões de pessoas nos 92 municípios do Rio de Janeiro até o fim do ano.

Agência Brasil

 
Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*