Rogério 157 tem prisão preventiva decretada

O juiz Alexandre Abrahão Dias Teixeira, do 3º Tribunal do Júri da Capital, decretou, nesta quarta-feira (27), a prisão preventiva do traficante Rogério Avelino da Silva, conhecido como “Rogério 157”, Ivan da Silva Martins (Ivanzinho), Alan Francisco da Silva (Bilan), Michael Ferreira de Souza (Rabicó) e Horácio Ferreira do Nascimento (Orelhinha) pelo crime de homicídio qualificado.

De acordo o Tribunal de Justiça, a quadrilha é responsável pelos atos violentos ocorridos nos últimos dias na favela da Rocinha, em São Conrado, Zona Sul do Rio, e em outros pontos da cidade.

“O perfil violento, em especial destes denunciados, e a certeza de impunidade dos integrantes do tráfico da localidade onde ocorreram os fatos têm levado à pratica deste tipo de conduta corriqueiramente no nosso Estado. Estes acusados, liderados, pelo menos os indícios sugerem, pelo acusado de vulgo “Rogerinho 157”, são os responsáveis pelo atual clima de terror na comunidade da Rocinha, travando guerra sangrenta responsável pela intervenção das tropas federais no estado”, relatou juiz em sua decisão.

Agora segundo a denúncia do Ministério Público (MP), no dia 23 de julho, na comunidade do Vidigal, os réus efetuaram disparos contra os policiais militares Hudson Silva de Araújo, Thiago Rodrigues Pereira, Adriano Ferreira Nascimento, Tiago de Oliveira Lopes, Carlos Eduardo da Silva Salvador, Davi Alves da Silva, Anderson Gonzaga da Silva, Gláucio Bento de Oliveira, Roberto Linhares de Amorim, Umberto Balbi Bernardino e Rafael Andrade Lima, que faziam patrulhamento de rotina na comunidade. No tiroteio, o PM Hudson acabou morrendo.

“Não é necessária grande construção lógica para se ver o quanto a sociedade carioca anda assombrada com a onda de violência promovida em todas as vias públicas por criminosos armados de fuzis, todos integrantes das quadrilhas de traficantes. Não se trata, peço vênias a quem entenda de forma diversa, de argumento genérico. Vejo como efetiva promoção de terror emocional no povo”, afirmou o magistrado em outro trecho.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*