Sabesp identifica indícios de vazamento na Arena Corinthians; clube nega riscos

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) identificou indícios de vazamento na Arena Corinthians, na zona leste da capital paulista. A empresa, responsável pelo abastecimento de água na cidade, disse que alertou em fevereiro o clube sobre a alta de consumo no estádio, “o que sinalizaria um vazamento interno”, segundo comunicado da companhia.

Hoje (1º), a Sabesp fez uma vistoria no local e não constatou, de acordo com a nota, problemas na tubulação da companhia. “A tubulação da Sabesp está em perfeito estado, ficando confirmada a suspeita de problemas internos de responsabilidade do clube”, enfatizou a empresa.

Uma reportagem publicada hoje pelo jornal Folha de S. Paulo diz que há a possibilidade de deslizamento no estacionamento do estádio devido ao vazamento. Ao lado do espaço destinado para acomodar os carros do público da arena passa a Avenida Radial Leste, que liga o centro paulistano a zona lesta da cidade.

O Corinthians divulgou um comunicado em que afirma que até o momento não foram identificados riscos de deslizamento. “Uma equipe de manutenção trabalha diariamente e verifica minuciosamente as condições para que os torcedores estejam em completa segurança no estádio e, até o momento, não há informação vinda da Odebrecht para qualquer risco de deslizamento. A Arena e o clube reforçam, ainda, que toda a construção do estádio está passando por uma auditoria externa, como é de conhecimento público”, diz a nota do clube.

A agremiação esportiva prometeu ainda a dar mais esclarecimentos sobre os problemas apresentados na reportagem em conjunto com a Odebrecht, que faz a manutenção do estádio.

Agência Brasil

Deixe uma resposta