Seleção Sub-20 em busca do 12˚ título do Sul-Americano

foto: CBF
foto: CBF

Já se passaram quatro dias de treinamentos em Quito, que somados aos 11 da Granja Comary totalizam 15 dias de trabalhos no campo. Se contar ainda os dias de apresentação, exames e viagens, já são 20 dias de concentração para Seleção Sub-20. Mas quem observa o ambiente dentro da equipe nem percebe o tempo que já passou. Um time concentrado na busca pelo décimo segundo título do Sul-Americano Sub-20, mas com a leveza de meninos de 18, 19 e 20 anos.

Nesta segunda-feira (9), dia em que Rogério Micale comandou mais uma atividade tática no CT do Independiente Del Valle, a intensidade e entrega dos jogadores chamou a atenção. Até para tirar os jogadores do campo ao término da atividade foi difícil, queriam continuar trabalhando as cobranças de falta, mas a carga de exercícios já havia sido atingida e todos entenderam perfeitamente.

O que tem se tornado tradicional, desde os tempos de Granja Comary, é a resenha antes da atividade. Quem conhece o técnico Rogério Micale sabe que ele gosta de falar e de ter uma relação próxima com seus jogadores. Pois é justamente o que acontece diariamente. Antes de utilizar o quadro tático para explicar mais uma vez o treinamento do dia, é comum ele escolher um tema para refletir e dialogar com os atletas.

Não raro, estas conversas terminam em risada e um clima descontraído, que precede o aquecimento que será comandado pelo preparador físico Marcos Seixas na sequência. 

É desta maneira, com clima leve, mas muito trabalho, que a Seleção Sub-20 se prepara para tentar retomar um troféu que o Brasil já levou para casa em 11 oportunidades: 1974, 1983, 1985, 1988, 1991, 1992, 1995, 2001, 2007, 2009 e 2011.

A estreia na competição será no dia 18 de janeiro, contra o Equador, anfitrião da competição. Ainda estão no Grupo A, o do Brasil, Colômbia, Chile e Paraguai.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here