O Brasil enfrenta a Argentina nesta quinta-feira (10), no Mineirão, às 21h45, pela 11ª rodada das Eliminatórias da América do Sul para a Copa do Mundo. Em primeiro no torneio, a seleção brasileira espera contar com o apoio de seu torcedor para se isolar cada vez mais na ponta e, de quebra, manter o arquirrival fora da zona de classificação para o próximo mundial. Já os argentinos querem superar a pressão dos torcedores mineiros e buscar um resultado que seria importante para voltar à zona de classificação para o próximo mundial.

Sem qualquer mistério, o técnico Tite já confirmou o time que vai colocar a campo. O treinador vai contar com a volta do lateral esquerdo Marcelo, que não atuou nas últimas rodadas por conta de uma lesão. No ataque, Neymar, que estava suspenso, também retorna normalmente a equipe. O volante Casemiro, que é considerado titular, não vai participar por conta de uma lesão. Assim, Fernandinho começará jogando.

Em homenagem a Carlos Alberto Torres, capitão do tricampeonato de 1970, que faleceu recentemente, o lateral direito Daniel Alves será o capitão. Assim como o “capita”, o jogador da Juventus vai utilizar a camisa quatro, mesmo número que Torres usava quando defendia a seleção brasileira.

Esse será o primeiro grande clássico que Tite terá pela frente como técnico da seleção brasileira. Querendo manter o aproveitamento de 100%, o treinador destacou que estar participando de um jogo como esse é um privilégio.

“Eu não sonhei em chegar aqui (na Seleção) como atleta, palavra de honra. Sempre trabalhei por etapas. Tive uma limitação física e sabia que não tinha como chegar a esse nível. Como técnico me preparei muito, avancei as etapas, os erros que cometi, evoluções, estudos, o tempo que fiquei desempregado e fui estudar, pagar o preço para chegar a esse ponto. É um privilégio estar nesse clássico”, avaliou Tite.

Pelo lado da Argentina o técnico Edgardo Bauza também espera um grande jogo. Assim como Tite ele não fez mistério em relação a escalação e já confirmou há muito tempo que Messi jogará com Higuaín no ataque. Com o esquema tático modificado em relação aos últimos jogos, o argentino afirmou que seu time está preparado para sofrer a pressão do Mineirão.

“Estamos preparados para uma partida que estaremos sozinhos contra todos. São situações difíceis. É o que eu venho dizendo. O que temos que fazer é colocar em prática o que treinamos. Vamos ter uma partida muito bonita, difícil, mas que não podemos deixar de pensar na classificação, que é o primeiro objetivo que temos”, disse o técnico Bauza.

O Brasil vai a campo com: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Fernandinho; Paulinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

A Argentina vai atuar com: Romero; Zabaleta, Otamendi, Funes Mori e Más; Mascherano, Biglia, Enzo Perez e Di Maria; Messi e Higuaín.

Deixe uma resposta