STJ nega habeas corpus a ex-assessor de Sérgio Cabral

Foto: Reprodução/ Facebook

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, negou o pedido de liberdade feito a Paulo Fernando Magalhães Pintos, ex-assessor do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral.

O empresário foi preso pela Operação Calicute suspeito de lavar e ocultar ativos do político, como helicóptero, lancha avaliada em R$ 5 milhões, além da cessão de um escritório comercial que, alugado por R$ 42 mil, teria representado vantagem financeira de mais de R$ 1 milhão a Cabral.

A defesa pediu o habeas corpus argumentando que ele não representava riscos à investigação e pediu a conversão da prisão em medidas cautelares, como prisão domiciliar.
A ministra entendeu, porém, que o preso representa risco à ordem pública porque está envolvido em “reiteradas condutas de altíssimo grau de reprovabilidade”.

O ex-assessor é acusado de lavagem de dinheiro e ocultação de bens de Sérgio Cabral, dentre eles um helicóptero e uma lancha avaliada em R$ 5 milhões.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*