Thiago Motta é investigado por atropelar torcedor do PSG

O volante brasileiro Thiago Motta está sendo investigado por atropelar um torcedor do Paris Saint-German (PSG) em frente ao aeroporto da capital francesa, confirmou o próprio clube em um comunicado. O atropelamento ocorreu ontem (9) e Thiago Motta deixou o local do acidente sem prestar socorro à vítima. A polícia apura os motivos incidente.

Em nota, o PSG se colocou à disposição da polícia para apurar os fatos, mas condenou o comportamento dos parisienses na recepção aos jogadores no aeroporto, alegando um “hostil”. Havia cerca de 30 pessoas enfurecidas com o time. “Por conta da recente agressão violenta e, depois, ataque aos carros, vários veículos foram degradados. Neste contexto muito agressivo, todos os veículos foram objetos de uma situação para garantir a saída dos jogadores, a sua família e os funcionários do clube.

Neste clima particularmente hostil, um dos participantes foi supostamente atingido por um veículo, que tentava se livrar da multidão que ameaçava a integridade física dos jogadores e suas famílias. Está em curso uma investigação policial para determinar com precisão as circunstâncias destes acontecimentos”, diz o comunicado. “O clube e todos os presentes, naturalmente, informaram os investigadores que estavam disponíveis para ajudar a lançar luz sobre esses infelizes acontecimentos. O clube condena veementemente o comportamento inaceitável dessas pessoas”, acrescentou a nota.

O PSG foi alvo de críticas nos últimos dias devido à derrota de 6 a 1 sofrida para o Barcelona na Liga dos Campeões da Europa. O jogo ocorreu na Espanha e, apesar de Thiago Motta não ter entrado em campo, estava escalado. Com a vitória, o Barcelona avançou para as quartas de final.

Ainda não se sabe se o volante brasileiro atropelou o torcedor propositalmente ou se o homem estava se segurando no automóvel. Após o acidente, a vítima foi levada para o hospital de Saint-Denis.

ANSA

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here