Tite diz que não esperava goleada sobre a Argentina, no Mineirão

O Brasil saiu de campo aplaudido mais uma vez após a goleada por 3 a 0 sobre a Argentina nesta quinta-feira (10), no Mineirão, pela 11ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Com o resultado, além de manter a primeira colocação, a seleção chegou à quinta vitória consecutiva em cinco jogos sob o comando de Tite. Aliás, o treinador teve seu nome gritado mais uma vez durante o jogo, repetindo o que já havia acontecido em Natal.

Analisando a partida, o treinador afirmou que não esperava um placar folgado na partida. Mas Tite garantiu que o placar foi construído por méritos dos jogadores em campo, que conseguiram responder taticamente e envolveram a Argentina no bom futebol apresentado.

“Eu não imaginava um placar elástico. Esperava mais dificuldade. Tal qual estava se apresentando no início, mas as circunstâncias do jogo, a flutuação e rodagem do Coutinho, permitiram uma superioridade numérica no meio que nos deu a capacidade de infiltrar e abrir o placar. Depois disso a Argentina teve de se expor, aumentou o campo e os espaços surgiram”, disse Tite.

O jogo também marcou homenagens da seleção brasileira a Carlos Alberto Torres, capitão do tricampeonato em 1970. O treinador da seleção brasileira disse que de alguma forma o Brasil conseguiu homenagear seu ídolo e lembrou que a preleção foi marcada pela exibição do inesquecível gol de “capita” na final da Copa do Mundo.

“Não esperava. Foi acima do que eu imaginava. Terminei a palestra com o gol do Capita em 70. Deixei a imagem e perguntei: O que essa imagem pode nos ensinar? Deixei algumas observações: Tostão dobrou a marcação do lado do Everaldo até a defesa, quase todos os jogadores tocaram na bola, ela rodou e quando apareceu do lado oposto, o lateral apareceu. Isso nos mostra o quanto é importante o senso de equipe. Talvez seja a homenagem maior que pudéssemos prestar a ele. Essas ações solidárias de talentos extraordinários”, exaltou Tite.

O próximo jogo do Brasil será na terça-feira (15), em Lima, no Peru, contra a seleção da casa. O lateral esquerdo Marcelo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, será desfalque certo para a partida. Tite deve convocar algum outro jogador para pelo menos ficar no banco, já que Filipe Luis será o titular.

Deixe uma resposta