Trens são depredados por torcedores após Fla-Flu

Foto: SuperVia

 A ação de torcidas organizadas voltou a causar prejuízos ao sistema ferroviário após a final do Campeonato Carioca, realizada no domingo (7), no Maracanã, Zona Norte do Rio. De acordo com a SuperVia, quatro trens que faziam viagens extras ao término da partida tiveram 24 janelas arrancadas, além de um equipamento de ar-condicionado destruído.

Três das composições dos ramais Japeri e Santa Cruz foram recuperadas pela equipe de manutenção da concessionária ainda na noite de ontem, no entanto uma precisou ser encaminhada para a oficina e ficará fora de operação nesta segunda-feira (8).

Ainda segundo a concessionária, esse foi o quinto ataque de torcidas organizadas a trens e estações desde o início do ano. Na última quarta-feira (4), outros quatro trens tiveram janelas e assentos arrancados, após o jogo entre Flamengo e Universidad Católica, do Chile, pela Libertadores da América, também no Maracanã. Em abril, antes de um clássico entre Flamengo e Vasco, um grupo com cerca de 500 torcedores destruiu portas, lixeiras, uma catraca, uma cadeira e um totem da estação Bonsucesso, ramal Saracuruna.

Durante o tumulto, a bilheteria foi saqueada, um extintor furtado e dois passageiros tiveram celulares e quantias em dinheiro roubadas. Em março, torcedores já haviam arrancado nove janelas de um trem, além de quebrar um dos portões da estação Olímpica Engenho de Dentro, depois de uma partida entre Fluminense e Botafogo, no Engenhão. No fim de janeiro, antes de outra disputa entre Vasco e Flamengo, no mesmo estádio, as estações Presidente Juscelino (ramal Japeri) e Quintino (ramal Deodoro) sofreram ataques. Cadeados foram arrombados e uma câmera de segurança chegou a ser retirada do local. 

 

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here