TSE ouve duas testemunhas em São Paulo em ação contra chapa Dilma-Temer

Foto: Divulgação

Duas testemunhas serão ouvidas hoje (8) pela Justiça Eleitoral no processo que investiga se a chapa formada pela ex-presidente Dilma Rousseff e pelo atual presidente Michel Temer cometeu crimes no processo eleitoral de 2014.

Estão sendo ouvidos hoje Luiz Eduardo da Rocha Soares, que integrava o “departamento de propinas” da empreiteira Odebrecht, e Beckembauer Rivelino de Alencar Braga, sócio-diretor da Gráfica VTPB, que prestou serviços à campanha da chapa Dilma-Temer em 2014. Eles depõem no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, por videoconferência, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O advogado de Michel Temer, Gustavo Guedes, que acompanha os depoimentos no TRE, chegou ao local por volta das 8h. Ele acredita que, após o depoimento de Braga, a situação deverá ser esclarecida em relação à prestação do serviço da gráfica. O advogado acrescentou que novas informações devem surgir após a acareação marcada para sexta-feira entre três delatores da Odebrecht: Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo, e os ex-executivos Hilberto Mascarenhas e Cláudio Melo Filho. “O importante é esclarecer e mostrar o que efetivamente ocorreu”, disse Guedes

O advogado de Dilma Rousseff, Flávio Caetano, disse que o depoimento de Braga deve ser esclarecedor porque ele sabia como funcionava a atividade da gráfica. Já em relação ao depoimento de Soares, o advogado disse que a palavra dele merece desconfiança pelo fato de ele ser delator.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here