TV em São Paulo já é totalmente digital; veja como sintonizar os canais abertos

Os moradores de São Paulo e de 38 municípios da região metropolitana terão que adaptar seus equipamentos de televisão para receber o sinal digital da TV aberta, depois do desligamento total do sinal analógico, feito ontem (29). Para conseguir acessar a programação dos canais digitais, é preciso um televisor que já esteja adaptado, além de antena própria para captar o novo sinal.

Segundo o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, 30 milhões de pessoas serão beneficiadas com o desligamento na capital paulista. “É emblemático porque se trata da região mais densamente povoada do país. Essas pessoas terão mais qualidade na transmissão da televisão, que é o grande entretenimento dos brasileiros e tem um conteúdo de muita qualidade, reconhecido em todos os cantos do país e do mundo”, afirmou Kassab nessa quarta-feira, na cerimônia de desligamento do sinal analógico.

Quando o sinal analógico de TV é desligado em uma cidade, toda a programação dos canais abertos transmitidos pelo sinal analógico deixa de ser exibida. A tela da TV passa a mostrar mensagem informando que o sinal analógico foi desligado e que a programação continua sendo exibida pelo sinal digital.

Veja o que é preciso fazer para não ficar sem o sinal de TV aberta.

Televisores

Para receber o sinal digital, é preciso ter um aparelho de televisão com conversor embutido ou colocar um conversor. Os aparelhos mais recentes possivelmente têm conversor embutido. É preciso conferir pelo menu da TV ou pelo manual do aparelho.

Procure pelo selo DTV. Se ele estiver na sua TV, ela já está preparada para receber o sinal digital.

Antenas

Também é preciso instalar uma antena para captar o sinal digital. As antenas externas, usadas no telhado das casas, são as mais indicadas. Nos prédios e condomínios, podem ser usadas antenas coletivas para captar o sinal digital.

É recomendável consultar um vendedor ou especialista em antenas para auxiliar na adaptação, de acordo com o local da sua residência.

Kits gratuitos

Os kits gratuitos são distribuídos para que a população de baixa de renda, beneficiária de programas sociais do governo federal, tenha acesso à TV digital gratuita. Os kits são compostos por uma antena UHF e um conversor com controle remoto.

Para saber se pode retirar um kit gratuito, consulte o site www.sejadigital.com.br/site/kit .

É preciso informar o NIS (Número de Identificação Social) ou o CPF. Se a distribuição já tiver começado em sua região e seu nome estiver na lista, é possível agendar o horário para retirar o kit.

TV paga e parabólica

Quem tem o serviço de TV por assinatura ou parabólica não precisa fazer adaptações para receber o sinal digital. No entanto, por falta de acordo entre as operadoras de TV por assinatura e as emissoras SBT, Record e Rede TV!, esses três canais não estarão disponíveis na TV paga, nos locais onde o sinal aberto já foi desligado, mas eles podem ser sintonizados pelo sinal digital.

Próximos passos

Até dezembro de 2018, mais de 1,3 mil cidades do Brasil terão o sinal analógico de TV desligado. A próxima etapa do desligamento será em Goiânia e mais 28 municípios do estado, no dia 31 de maio.

Em julho, será a vez da região metropolitana de quatro capitais: Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte e Recife. Também para a data de 26 de julho estão previstas as cidades cearenses de Sobral e Juazeiro do Norte. Em setembro, o sinal deve ser desligado em cidades do interior paulista: Campinas, Franca, Ribeirão Preto, Santos e municípios da região do Vale do Paraíba. Em outubro, serão o Rio de Janeiro e Vitória.

A primeira cidade que teve o sinal analógico desligado foi Rio Verde, em Goiás, como um piloto da operação, em março do ano passado. Em novembro, o sinal foi desligado em Brasília e nas cidades do entorno.

Com o desligamento do sinal analógico, a faixa de 700 megahertz, que atualmente é utilizada paras transmissões de TV analógica na região, será destinada ao serviço 4G de telefonia móvel.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*