UEFA afirma que abriu investigação para apurar movimentações do PSG no mercado da bola

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira (01), a Uefa, entidade máxima que regulamenta o futebol na Europa, garantiu ter aberto um processo para apurar possíveis irregularidades do Paris Saint-Germain na janela de transferências do futebol europeu, que fechou nesta semana. O objetivo é saber se o clube francês não cumpriu as regras do Fair Play financeiro.

A regra da entidade afirma que nenhum clube pode gastar 5 milhões de euros além do que arrecadou em um determinado período de avaliação, que é de três anos. No caso de clubes cujos donos tenham patrimônio como garantia para fazer o pagamento, o valor pode chegar a 30 milhões de euros.

Os parisienses contrataram a joia Mbappé, do Monaco, por empréstimo inicialmente. No entanto, o contrato do jogador possui uma opção de compra fixada em 180 milhões de euros. O valor ainda se soma à compra de Neymar, que gerou valor recorde de 222 milhões de euros, fazendo o brasileiro se tornar o atleta com a transferência mais cara da história do futebol.

Caso alguma irregularidade seja comprovada pela Uefa, o PSG poderá ser punido. As punições que podem ser impostas são:

  • Advertência
  • Repreensão
  • Multa
  • Dedução de pontos
  • Retenção das receitas de uma competição da Uefa
  • Proibição de inscrição de novos jogadores nas competições da Uefa
  • Restrição ao número de jogadores que um clube pode inscrever para a participação em competições da Uefa, incluindo um limite financeiro sobre o custo total das despesas com salários dos jogadores inscritos na lista principal para a participação nas competições europeias
  • Desqualificação das competições a decorrer e/ou exclusão de futuras competições
    Retirada de um título ou prêmio
Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*