Vai dar babado!

Com mood romântico e extremamente feminino, o babado está presente em quase todas as fast fashion brasileiras (Renner, Zara, C&A, por exemplo) e, em 2016, apareceu como tendência de inverno nos desfiles da Balmain, Dior, entre outros. A trend 2017 surge em vestidos, blusas, bolsas, sapatos, na barra e nas laterais das calças, na parte da frente e laterais das saias, nas mangas de camisas, casacos e trenchcoats dando movimento ao look. 

Confeccionados em seda, renda, tecidos planos ou mais estruturados, e com volume na horizontal, vertical ou diagonal, não é de hoje que eles fazem sucesso. Os babados surgiram no século XVIII, foram referência na moda dos anos 80 e, hoje, retornam com uma pegada diferente, variando no formato e na estrutura.

Há quem ame e odeie esse estilo, pois ele chama atenção e costuma aumentar o tamanho do tronco. Portanto, se você não quer criar volume na área errada, deve tomar alguns cuidados: aposte nas peças simples e estruturadas porque isso evita que a roupa fique muito exagerada. Que tal montar um look com frufus menores nas mangas da blusa ou na bainha da saia? Esses detalhes dão graça e feminilidade sem causar prejuízo ao visual. Uma quantidade pequena de babados na bainha, na altura dos joelhos ou em uma saia máxi, tirará a atenção desse local e as pernas ficarão mais equilibradas.

Mas se você se sente segura em usá-lo, observe qual parte do seu corpo quer destacar. Quem tem seios grandes, deve evitá-lo, pois chamará  muita atenção para essa região. É preferível usar outra peça de babados na parte de baixo. Em contrapartida, mulhe res com quadril estreito, devem investir nas saias cheias de babados e camadas que criam a ilusão de volume; as que possuem quadril largo, devem evitar os babados nessa região, pois os quadris parecerão mais largos. É mais interessante usá-los na parte de cima (como blusa ou casaco). 

Para maximizar o efeito feminino, use camisa de babados e saia lápis. Se você escolher a calça flare ou pantalona na parte de baixo, criará um equilíbrio com a parte de cima. Já com a calça skinny ou pantacourt, o babado sobressairá na parte de cima.   

Ao combinar uma jaqueta estruturada por cima de uma camisa com babados, você criará uma atmosfera mais masculina e, ao mesmo tempo, chique. Outra opção para fugir do romantismo é usar os frufrus com calça de alfaiataria (que dão charme e elegância e ainda tiram a seriedade do look) ou peças com mood mais esportivo (tênis, por exemplo) que garantem um visual mais despojado e fashionista. 

As mulheres que não querem chamar muita atenção para determinada parte do corpo podem incrementar a produção usando uma bolsa de ombro com design de babados. O único cuidado é no ambiente de trabalho, pois os babados da bolsa podem entrar em conflito com outras estampas da roupa. Se você for mais discreta, escolha apenas uma peça com babados, pois todos os frufrus usados juntos, dos pés à cabeça, causam confusão e sobrecarregam o visual.

Dicas valiosas:

• Não use muitos acessórios, porque quando usamos babados o excesso pode causar conflito na aparência;

• Evite usar brincos e colares se tiverem próximos das áreas com frufrus;

• Esqueça pulseiras e anéis se estiver usando babados na barra da blusa ou nas mangas;

• Opte por uma sandália de salto alto para tirar o “ar menininha” do vestido ou da saia com babados. Ficará super sexy!;

• O chamado corpo ampulheta (tipo físico ombros e quadris proporcionais) comporta vestidos que tenham babados discretos na gola, mangas e bainha da saia;

• Uma área do corpo proporcionalmente menor do que a outra, comporta um vestido que tenha os babados no local onde se quer equilibrar. Por exemplo, se você tem o busto pequeno e quadris largos (tipo físico chamado de triângulo ou pêra), opte pelos babados horizontais que dão volume e ressaltam o busto;

• Se você for magra, use (sem medo!!) um vestido cheio de babados. Isso trará aumento de volume e não prejudicará em nada a sua silhueta. Mas se não tem esse formato de corpo, cuidado! Os babados ressaltarão a área problemática ao invés de mascará-la. 

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*