Valls cogita concorrer contra Hollande em primárias

O primeiro-ministro da França, Manuel Valls, pode concorrer às primárias esquerdistas do país e se tornar um adversário do presidente François Hollande, que tenta a reeleição. A possibilidade de entrar na corrida eleitoral foi confessada por Valls em uma entrevista ao “Le Journal du Dimanche”, divulgada neste domingo (27), dia em que ocorrem as primárias da oposição centro-direita.

“Todos devem refletir com responsabilidade. Eu tomarei a minha decisão com consciência. Tenho relação de respeito, amizade e lealdade com o presidente Hollande, mas a lealdade não exclui a franqueza. É preciso considerar que, nas últimas semanas, o contexto mudou”, disse Valls na entrevista. O premier se referiu à publicação de um livro de entrevistas de Hollande a duas jornalistas do “Le Monde”.

A obra é considerada “uma bomba” contra a carreira política de Hollande por trazer confissões que colocaram em saia-justa magistrados e até jogadores de futebol. “A publicação gerou perdas profundas para a esquerda e, diante destas perdas, da dúvida, da desilução, da ideia de que a esquerda não tem mais nenhuma chance, quero quebrar esse automatismo que pode levar à derrota”, afirmou Valls. Primárias – Neste domingo, a centro-direita francesa realiza a última etapa de suas primárias para escolher o candidato à eleição presidencial de 2017.

Após ter eliminado na semana passada, em primeiro turno, o ex-presidente Nicolas Sarkozy, François Fillon tenta, agora, vencer Alain Juppé, que até poucos dias atrás era visto como o favorito. Atualmente, porém, as pesquisas de intenção de voto dão Fillon como vencedor, com 60% a 65%, contra 35% a 40% para Juppé.

Diante de um governo de esquerda de Hollande dividido e impopular, o vencedor das primárias da centro-direita deste domingo tem grandes chances de assumir o Palácio do Eliseu no ano que vem, se conseguir derrotar também o movimento extremista de Marine Le Pen.

ANSA

Deixe uma resposta