Vasco é derrotado pelo Criciúma e acesso está cada vez mais ameaçado

O Vasco encarou o Criciúma neste sábado (19), no Heriberto Hulse, em Santa Catarina, com o objetivo de garantir a sua vitória para se garantir na primeira divisão do Campeonato Brasileiro no próximo ano. Jorginho colocou a campo uma escalação surpreendente, que contava com três volantes, dois meias e apenas um atacante. No placar final, quem levou a melhor foi o Criciúma e o Vasco viu a sua vida ficar ainda mais complicada na Série B.

O primeiro grande lance de perigo foi aos seis minutos. Andrezinho recebeu no meio e arriscou a finalização, mas acertou a trave do goleiro Luiz. Três minutos depois o meia vascaíno apareceu novamente, desta vez tentou uma conclusão por cobertura, mas o goleiro do Criciúma subiu para salvar.

Melhor na partida o Vasco ainda teve outra chance aos 11, mas Thalles, que havia saído frente a frente com o goleiro, tentou um toquinho e praticamente recuou para Luiz. O Criciúma resolveu acordar e criou duas chances. A primeira, com Barreto, a cabeçada saiu torta. Mas depois, em saída errada do cruzmaltino, o atacante Roberto arriscou o chute e levou perigo.

Depois do início eletrizante, os dois times diminuíram o ritmo e só passaram a criar chances de real perigo no final do primeiro tempo. Aos 41, Roberto conseguiu fazer o cruzamento para Ianson, mas o goleiro Martín Silva fez a defesa. O Vasco teve sua chance aos 46, quando Douglas cruzou e Thalles cabeceou fraquinho.

Na volta para o segundo tempo o Vasco voltou com mexida: Yago Pikachu entrou no lugar de Bruno Gallo. No começo da etapa o Criciúma veio melhor e criou a primeira chance com cinco minutos, quando Ianson cabeceou e Martín defendeu.

Mas aos sete minutos, Roberto invadiu a área pela esquerda e foi derrubado por Diguinho, pênalti. Na cobrança, o próprio Roberto bateu e abriu o placar no Heriberto Hulse: Criciúma 1 a 0. Jorginho resolveu então mexer mais uma vez na equipe e colocou Éderson em campo, Julio Cesar saiu.

O Vasco tentou chegar aos 12, quando a bola de Nenê foi para a área e Luan finalizou, mas foi travado pela zaga. Éderson, que havia entrado, sentiu lesão muscular e deu vaga a Júnior Dutra. Aos 23, Nenê cobrou falta com perfeição, mas o goleiro Luiz foi no canto para salvar. Aos 29 Junior Dutra tocou para Thalles e o atacante finalizou, mas mandou por cima.

O Criciúma também teve sua chance aos 39, quando Roberto cruzou na medida para Clayton cabecear, mas Martín Silva foi bem e defendeu. Aos 47, Roberto invadiu a área e foi derrubado por Luan, pênalti e expulsão do zagueiro vascaíno que já tinha um amarelo. O próprio atacante foi para a bola, mas parou na defesa de Martín Silva. Apesar disso, o time catarinense saiu de campo com a vitória.

Na próxima rodada, a última da Série B, o Vasco vai receber o Ceará, no sábado (26), às 17h30. Já o Criciúma visita o Paysandu, na sexta-feira (25), às 20h30, na Curuzu. Para garantir vaga na primeira divisão, o cruzmaltino terá que vencer. Caso empate ou perca, precisa torcer para que o Náutico no máximo fique no empate diante do Oeste, na Arena Pernambuco.

Deixe uma resposta