Vitória sobre a Chapecoense é fundamental na busca pela Libertadores

Mais duas vitórias. Essa é a conta do Botafogo para se garantir em uma das vagas destinadas ao futebol brasileiro para a Libertadores no próximo ano. Dos quatro jogos que restam para a equipe até o final do campeonato, dois serão disputados em casa e o próximo, inclusive, será na Arena Botafogo. A partida diante da Chapecoense é tratada como fundamental no caminho traçado pela vaga na competição continental.

O volante Bruno Silva, que inclusive já defendeu a equipe catarinense, destacou o momento do elenco, que tem se mostrado muito motivado. O jogador afirmou que o time precisa logo se garantir matematicamente na Libertadores e que vencer a Chapecoense é fundamental para alcançar o objetivo.

“Estamos muito motivados e confiantes. A Libertadores deixou de ser sonho e virou realidade. Estamos muito próximos. Não temos que ter vergonha em admitir isso. Temos que conquistar logo essa vaga. É o sonho de muitos disputar essa competição. Se vencermos a Chapecoense, daremos um passo muito grande”, disse Bruno Silva.

Depois de uma sequência grande de partidas, os jogadores do Botafogo terão um bom tempo de preparação, já que a partida contra a Chapecoense só acontece no dia 16 deste mês. Sobre o tempo inativo, Bruno Silva disse que a parada pode ser prejudicial.

“Nesse momento, essa parada prejudica um pouco. Estamos numa sequência boa. Mas temos que focar no nosso objetivo. Sabemos que será um jogo difícil contra a Chapecoense. Eu e Camilo jogamos lá. É uma equipe chata de se enfrentar. Mas temos que buscar o nossos objetivo e buscar essa vaga na Libertadores o mais rápido o possível”, avaliou o jogador.

Embora esteja invicto há sete partidas, o Botafogo já não vence há dois jogos, inclusive tendo passado em branco, sem conseguir balançar as redes adversárias. Desta forma, para voltar a encontrar o caminho das vitórias, o ataque do Glorioso precisa voltar a funcionar. Com Sassá suspenso, Neílton e Rodrigo Pimpão vão seguir formando a dupla titular contra a Chapecoense.

Deixe uma resposta