Viviane Teixeira estreia na Movimento com a exposição: As Múltiplas Faces da Rainha

Fim de festa (Happy End)_2012_Tinta acrílica sobre tela

Com curadoria de Ivair Reinaldim, artista apresenta um conjunto de pinturas e desenhos, a partir de universo particular inspirado nas cenas da vida na corte

Uma corte fantasiosa, com seus rituais de nobreza e jogos de poder, compõe o universo poético de Viviane Teixeira. Em sua estreia na Galeria Movimento, a artista apresenta a mostra As Múltiplas Faces da Rainha, com curadoria de Ivair Reinaldim, de 12 de agosto a 02 de setembro, compreendendo nove telas de grandes dimensões e sete desenhos, todos inéditos.

As cenas da vida na corte passaram a fazer parte do imaginário da artista conforme teve contato com o acervo de pinturas da família real através do trabalho de restauro no Museu Nacional de Belas Artes – MNBA e no Museu Imperial, em Petrópolis. Há seis anos, a produção de Viviane é totalmente focada no tema. “Foi um processo lento, venho de um pensamento abstrato. Em 2012, com o amadurecimento do trabalho, surgiram os personagens, o que me levou a pesquisar essa história”, conta.

Apesar de utilizar algumas referências reais nas obras, a artista cria um universo fictício bastante peculiar, com figuras sem gênero definido. Os trabalhos expostos na galeria constituem um amplo recorte da pesquisa que Viviane vem desenvolvendo e antecedem as pinturas exibidas na mostra individual realizada no Centro Cultural São Paulo, em 2015, e no Paço Imperial, no Rio, no ano seguinte.

“A artista destaca-se pela ousadia ao explorar uma capacidade provocante e perturbadora de figurar o fantástico, o subversivo e o visceral”, diz o curador, que acompanha o trabalho de Viviane desde 2011. O tom erótico é forte nas obras, que expressam inquietude tanto nas cenas e poses quanto nas relações que as personagens estabelecem entre si. Nesse processo, o espectador torna-se uma espécie de voyeur. “Diria que é um conto de fadas para adultos. A questão fálica está sempre presente, muitas vezes camuflada”, completa a artista.

A galeria segue o segundo semestre com inovações. Além de um novo site, apresentará projetos especiais como o Vitrine Movimento e o Mover-se, ambos desenvolvidos por Ivair. A Vitrine Movimento utilizará a característica física do espaço expositivo, constituindo-se como projeto em que artistas são convidados a realizar uma proposta in situ, permitindo evidenciar relações entre o dentro e o fora, o visível e aquilo que não é possível tocar. Recém-chegada, Viviane inaugura o projeto com uma instalação pictórica inédita.

Já o Mover-se, que terá estreia prevista para outubro, acolherá exposições coletivas com periodicidade anual, tendo como ideia exibir um recorte de artistas não pertencentes ao seu elenco. O projeto fica responsável pelo mapeamento de propostas em arte contemporânea de artistas que não são representados por galerias no Rio, ampliando o perfil da Movimento e reforçando seu desejo de transformação.

Sobre a artista – Bacharel em pintura pela EBA-UFRJ (2003), Viviane Teixeira também estudou na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Em 2015, apresentou sua primeira individual, The Queen Seated Inside Her Castle – A Rainha suplente, Cap. II, no Centro Cultural São Paulo e no seguinte no Paço Imperial, no Rio de Janeiro. Entre as coletivas, participou no Festival Internacional de Arte Contemporânea Sesc Videobrasil, no SESC Pompéia, em São Paulo, em 2014, e do Universidarte XIV, na Universidade Estácio de Sá, no Rio, com curadoria de Marcio Doctors e Luiz Camillo Osorio.

Sobre a Movimento – Fundada em 2007, a Galeria Movimento com seus 140 m2 recebe mostras de diferentes expressões em seu espaco, que dividido em duas áreas serve como meio de partilhar o processo criativo e o desenvolvimento das pesquisas dos artistas, realizando esposições individuais e coletivas onde lança, junto a um criterioso apoio de curadores, novas perspectivas críticas sobre a produção contemporânea. Seu acervo, formado por diferentes gerações, é composto por trabalhos que tangem desde poéticas abstracionistas, como dialogam de maneira atual com a pintura contemporânea. À frente da galeria está Ricardo Kimaid Jr., no mercado desde 1998, sendo a terceira geração de galeristas de sua família, além de atuar como marchand e consultor de arte.

Serviço – As Múltiplas Faces da Rainha

Por Viviane Teixeira

Abertura: 12 de agosto (sábado), das 12h às 18h. Às 17h haverá visita guiada com a artista e o curador

Local: Galeria Movimento – Av. Atlântica, 4.240, lojas 212 e 213, Copacabana. Tel.: 2267-5859

Período de Visitação: 14 de agosto a 2 de setembro

Horário de visitação: Segunda a sexta-feira, das 11h às 19h30. Sábados, das 12h às 18h.

Entrada gratuita

 

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here