Ancelotti revela convite da seleção italiana e diz o motivo de ter recusado

Carlo Ancelotti é um dos principais treinadores italianos da história, mas não tem vontade de treinar a seleção nacional do país. Em entrevista ao “La Domenica Sportiva”, o técnico revelou o principal motivo de ter rejeitado o convite da Federação Italiana de Futebol (FIGC): quer seguir treinando clubes.

“É verdade, a federação entrou em contato comigo. Estou lisonjeado de que todos os italianos me desejem, mas gostaria de continuar treinando um clube. Aceitar uma seleção seria como mudar de emprego. Além disso, não consigo resolver os problemas do futebol italiano sozinhos. Treinar uma seleção é o sonho de qualquer um, mas talvez eu seja muito novo. (Antonio) Conte treinou e voltou para clube”, disse Ancelotti.

“Até 30 de junho, estarei parado. Falaram de mim na Itália, em Milão, Croácia e até mesmo na Arábia Saudita. Mas eu gostaria de voltar a treinar na Itália. Há muita competitividade lá”, completou o treinador de 58 anos.

Ancelotti está desempregado desde o mês de setembro, quando foi demitido do Bayern de Munique, da Alemanha.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*