Dyogo Oliveira é efetivado como ministro do Planejamento

Após dez meses como ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira foi efetivado no cargo nesta sexta-feira (31) pelo presidente Michel Temer. Em nota, Temer diz esperar que Oliveira “mantenha seu empenho na busca dos objetivos do governo rumo ao progresso do país”.

Oliveira assumiu a pasta interinamente em maio do ano passado com a saída do então ministro Romero Jucá, que deixou o cargo após a divulgação de uma gravação em que ele criticava a Operação Lava Jato em conversa com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado e defendia um pacto para “estancar a sangria”.

Natural de Araguaína (TO), Dyogo Oliveira é economista, mestre em ciências econômicas pela Universidade de Brasília (UnB) e especialista em políticas públicas e gestão governamental pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

De 2000 a 2005, Oliveira desempenhou diversas atividades na Secretaria de Tecnologia Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. De 2006 a 2007, foi coordenador-geral de Análise Setorial, inicialmente, na Secretaria de Acompanhamento Econômico e, posteriormente, na Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda.

De 2008 a 2011, Oliveira atuou como secretário adjunto na Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda. Em seguida, de 2011 a 2014, ainda na Fazenda, ocupou os cargos de secretário executivo adjunto e secretário executivo interino.

Em janeiro de 2015, foi nomeado como secretário executivo do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. De janeiro de 2016 até maio, atuou como secretário executivo do Ministério da Fazenda.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*