Governo do RJ recorre para cassar liminar e garantir leilão da Cedae

O procurador-geral do Estado do Rio de Janeiro, Leonardo Espíndola, ingressou com recurso nesta segunda-feira (30), no Tribunal Regional Federal da Segunda Região (TRF2), para cassar uma liminar que proíbe a realização de leilão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae).

A venda da empresa pública estadual, marcada para esta quarta-feira (1º), tem previsão de levantar R$ 2,9 bilhões e é uma das contrapartidas ao empréstimo concedido pelo governo federal ao Rio de Janeiro. Porém, na última sexta-feira (27), uma liminar concedida pelo juiz José Carlos da Silva Garcia, da 3ª Vara Federal de Niterói, suspendeu o processo.

Ele atendeu a pedido do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Águas de Niterói. A venda da Cedae foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) como forma de socorrer as finanças do estado. No entanto, a medida é polêmica, pois além da companhia ser superavitária, o valor da água poderá subir para os consumidores, com o fim de subsídios estatais para as camadas mais pobres da população.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*