Grávida baleada no Complexo do Alemão está internada em estado grave

É grave o estado de saúde de Karolayne Nunes de Almeida Alves, 19 anos, grávida de 5 meses, baleada na noite de sábado (2), no Complexo do Alemão, zona norte do Rio. Vítima de bala perdida, a jovem levou um único tiro, que perfurou o braço e atingiu sua barriga. Socorrida, Karolayne foi levada às pressas para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, mas acabou perdendo o bebê, do sexo feminino.

Karolayne estava de carro, ao lado do marido, e passava pela localidade da Birosca, no morro da Fazendinha, quando foi atingida por um tiro de fuzil. O marido da vítima, Ailton Costa, disse à polícia que um homem passou pelo carro de motocicleta e atirou para o alto. Policiais militares que estavam ali perto teriam feito disparos em direção ao criminoso.

Em nota, o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha informou que não houve registro de confronto envolvendo policiais da UPP neste final de semana e que a unidade não foi acionada para qualquer intervenção em que uma mulher teria sido baleada naquele local.

A Polícia Civil informou, por meio de sua assessoria, que o caso foi registrado na 44 ª delegacia policial (Inhaúma), mas o procedimento foi encaminhado para a 45ª DP (Complexo do Alemão), que irá prosseguir com as investigações.

Segundo caso

Este é o segundo caso em que uma grávida é atingida por uma bala no estado este ano. No final de junho deste ano, Claudinéia dos Santos Melo, de 29 anos, com 39 semanas de gravidez, levou um tiro na barriga perto da favela do Lixão, em Duque de Caxias. A vítima teve que ser submetida a uma cesariana de emergência. O tiro atravessou o tórax do bebê, que teve o pulmão e a coluna atingidos, além de ferimentos em uma das orelhas.

Como a unidade não tinha UTI neonatal, o bebê Arthur Cosme de Melo foi transferido em estado grave para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes. Arthur morreu no dia 30 de julho, exatamente um mês depois de ser atingido pelo tiro.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*