Hipnose ajuda superar às perdas irreparáveis

Quando se aproxima o dia de finados (2 de Novembro),  época que tende a despertar muitas lembranças para aqueles que tiveram perdas afetivas, e se torna para algumas pessoas, um momento de sofrimento e reclusão.

Superar a dor de perder alguém que fez parte de nossa história, e que tenha participado de momentos especiais como entes queridos: Pai, mãe, filhos, irmãos, marido, esposa, companheiros de uma vida, amigos, ou mesmo um animal de estimação, para muitas pessoas pode ser um momento de grande sofrimento. Lembrar de datas festivas com o Natal, batizados, aniversários, em que tenha compartilhado momentos importantes, parece não mais fazer sentido. A dor, a falta de aceitação, e a angustia, isola essas pessoas que não consegue superar os traumas da velha lembrança ao longo da vida. Algumas chegam apresentar depressão, perdem a vontade de conviver em sociedade, evitando locais, cheiros e músicas que possa lembrar essas pessoas tão queridas, a dor da perda é tão intensa que amargura no corpo e na “alma”. Através das técnicas de hipnose clínica, aplicada por um psicólogo especializado, pode ser realizado um trabalho individual, ou em grupo, capaz de ajudar a superar estes momentos difíceis, e transformar sentimentos dolorosos em boas lembranças, explica a Psicóloga Miriam Farias.

Superar é possível. A gente se engana em achar que, nesse caso, o melhor será esquecer tudo o que nos remete a essas pessoas queridas. Não. Pois, se foram importantes, não devem ser esquecidas. Contudo, revividas de uma forma saudosa, sem dor e sofrimento. É possível conseguir suportar as dores que todos nós seres humanos temos, e aquelas que ainda vamos absorver ao longo da vida. Aprendendo a aceitar a lei natural da vida. E, reorganizando nossa postura em relação à forma de enxergarmos a perda.

A Psicóloga Miriam Farias, atende pessoas com dificuldades em superar perdas irreparáveis,  usando técnicas de hipnose, que atuam na indução em aceitar esta realidade, diminuindo a dor, o sofrimento, e a apatia que se encontram as pessoas em luto recente, ou aqueles que perduram por muitos anos a retomarem a vida e a rotina.  Encontrando o caminho do equilíbrio emocional, consequentemente, tornando esse momento um aprendizado. Principalmente os das boas lembranças que remeta a esse ente querido.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*