Milton Mendes minimiza polêmicas no clássico: “árbitros são seres humanos”

Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Mais uma vez o clássico dos milhões foi marcado por polêmicas. Neste domingo (26), em Brasília, o árbitro Luis Antônio Silva dos Santos, o Índio, marcou um pênalti inexistente, fez cena na expulsão de Luis Fabiano, anulou um gol legítimo e saiu criticado pelos dois times. A atuação foi tão ruim que o árbitro foi afastado pelo Grupo Gerenciamento de Problemas (GGP) da Federação, assim como o auxiliar Daniel do Espírito Santo.

O técnico Milton Mendes, que pela primeira vez comandou o Vasco num clássico, fez questão de minimizar os erros. Sobre o lance mais polêmico, o pênalti assinalado em favor do Vasco, o treinador admitiu ter pensado, no momento do ocorrido, que a penalidade havia ocorrido. No lance, Nenê cruzou e a bola pegou na barriga do lateral esquerdo Renê.

“Os árbitros, como nós todos, são seres humanos, suscetíveis a erros, naquele momento em relação ao tempo, propriamente dito, todos nós achamos que foi. Ficou a ideia no estádio inteiro de que tinha sido pênalti. Quando se recorreu aos vídeos, que ainda não estão em ação no futebol… De onde estava, eu achei que era. Achei que todas as pessoas do estádio também acharam. Errar é humano”, avaliou Milton Mendes.

O treinador ainda teve o atacante Luis Fabiano expulso, em mais uma participação da arbitragem que gerou muita controvérsia. Sem o atacante, o treinador deve escalar Thalles para enfrentar o Boavista, na quinta-feira (30), em São Januário.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*