Polícia confirma morte de 4 pessoas em ataque a Londres

Foto : Reprodução/Youtube

A Scotland Yard confirmou a morte de quatro pessoas e pelo menos 20 feridos após o ataque terrorista ocorrido contra o Parlamento britânico nesta quarta-feira (22). O número inclui o policial esfaqueado e o homem que realizou a ação. A polícia manteve que há apenas um homem envolvido no ataque. Ele foi morto.

O primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, expressou suas condolências ao povo britânico após o ataque terrorista ocorrido hoje contra o Parlamento. “A Itália está próxima ao povo e ao governo britânico diante do ataque que atingiu o coração de Londres e de suas instituições democráticas. Exprimo as minhas condolências, do governo italiano e as minhas pessoais, aos familiares das vítimas e a proximidade aos feridos. Itália e Reino Unido estão lado a lado na condenação e na firme resposta contra toda a forma de terrorismo”, disse Gentiloni.

Já a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirmou que “mesmo que as circunstâncias deste ato devem ser ainda esclarecidas com precisão, confirmo em nome da Alemanha e de seus cidadãos a nossa luta contra qualquer forma de terrorismo é firme e decidida ao lado da Grã Bretanha”.

Merkel ainda acrescentou que “nestas horas, somos solidários com nossos amigos britânicos e com todas as pessoas de Londres. Já a Casa Branca se manifestou através do porta-voz do governo de Donald Trump, Sean Spicer. O representante confirmou que o presidente conversou por telefone com a premier Theresa May e reafirmou a crença dos norte-americanos de que esse foi um “ato terrorista”.

O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, também se manifestou condenando “este horrível ato de violência perpetrado por indivíduos com problemas ou terroristas”. O premier francês, Bernard Cazeneuve, também se manifestou e expressou “solidariedade” aos britânicos neste momento “terrível” e disse que todos os franceses estão “prestando apoio” ao país. 

Apesar da tensão entre União Europeia e Grã-Bretanha por causa da saída do país do bloco europeu, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, também se manifestou. “Meus pensamentos estão com as vítimas do ataque a Westminster. Europa está firma com o Reino Unido contra o terror e pronta para ajudar”, escreveu no Twitter.

Ansa

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*