Stakeholder: A Décima área de conhecimento

Nesta coluna, apresento Rogerio Teixeira, Gerente de Projetos na Desi Consultoria Esportiva e certificado PMP pelo Project Management Institute – PMI, que vai nos brindar com seu conhecimento a respeito da décima área de conhecimento do Guia PMBOK:

“O mundo do Gerenciamento de Projetos nos fornece metodologias e guias que podemos usar como referências para a realização do trabalho. Dentre as metodologias destaco o PRINCE2 e o SCRUM. Como guia, o PMBOK, considerado por muitos a Bíblia do Gerenciamento de Projetos.

Lançado em 2013, a quinta edição do Guia PMBOK trouxe, dentre as novidades, a décima área de conhecimento, chamada de Project Stakeholder Management, ou, em português, Gerenciamento das Partes Interessadas do Projeto, tema que já era tratado em edições anteriores, porém, dentro do Gerenciamento das Comunicações.

Mas afinal, o que é Stakeholder em um projeto?

Stakeholder é definido no PMBOK 5° edição como “Indivíduo, grupo ou organização que possa afetar, ser afetado ou sentir-se afetado por uma decisão, atividade, ou resultado de um projeto”.  

Como exemplo, podemos citar, dentre outros, o patrocinador do projeto, a equipe de trabalho, os fornecedores, a comunidade onde será implantado e órgãos do governo que estejam direta ou indiretamente ligados ao projeto.

É importante entender que existem os que “torcem” a favor e os que “torcem” contra. Precisamos identificar quem são os Stakeholders que trabalham pelo sucesso do projeto, os que trabalham para que o mesmo não aconteça, e o poder de influência de cada um.

Utilizando os Jogos Olímpicos – Rio 2016 como case, podemos dizer que no grupo de Stakeholders a favor do projeto temos, por exemplo, atletas, entidades esportivas, patrocinadores, entidades governamentais e, principalmente, a população, que devido seu grau de importância para o sucesso do projeto, é necessário que esteja a favor do evento.

Por outro lado, para a Copa de 2014 estava prevista a demolição do prédio que um dia abrigou o Museu do Índio, localizado ao lado do Estádio do Maracanã. Devido a sua importância cultural e o fato de grupos indígenas residirem no local, segmentos sociais e políticos realizaram protestos contra a sua demolição, ou seja, Stakeholders contrários a esta ação do projeto. A demolição foi suspensa e o projeto teve que ser alterado.

Nos dois exemplos percebemos a importância de se identificar previamente os Stakeholders e definir a melhor forma de atuar com os mesmos, maximizando o apoio dos que são favoráveis ao projeto e minimizando a capacidade de ação dos que são contra, se possível, apresentando alternativas para torná-los apoiadores do projeto.

A identificação dos Stakeholders deve ser uma das primeiras ações realizadas, porém, durante o projeto esta ação deve ser revista, analisando haver mudanças na lista de Stakeholders previamente identificados, gerenciando o engajamento e reavaliando o grau de influência.

Termino trazendo a informação que o Project Management Institute – PMI já está produzindo a 6ª edição do PMBOK. Em breve teremos mais novidades”.

 

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*