TJ libera verba para combate à tuberculose no sistema penitenciário do Rio

Um termo de compromisso foi assinado hoje (18) entre o Tribunal de Justiça e a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) com a finalidade de repassar recurso de R$ 872,5 mil para aquisição de colchões hospitalares e kits de material de higiene para os detentos do sistema prisional do Estado. O convênio, assinado pelo presidente do tribunal, desembargador Milton Fernandes de Souza, e pelo secretário de Administração Penitenciária, coronel Erir Ribeiro Costa Filho, visa à prevenção e combate à endemia de tuberculose na população carcerária.

De acordo com o secretário Erir Ribeiro, o convênio com o Tribunal de Justiça vinha sendo tentado desde o ano passado, levando em conta a crise econômica enfrentada pelo governo estadual. O recurso tem origem em valores das penas de prestação pecuniária. “Hoje, com a atual administração do tribunal, conseguimos assinar o convênio para aquisição de colchões e kits de higiene que vão ajudar a melhorar as condições dos presos”, avaliou.

O juiz Marcelo Oliveira da Silva,  auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça, considerou o convênio fundamental para o combate à proliferação da tuberculose na população carcerária.

“A assinatura desse convênio permite o combate à endemia de tuberculose junto à população carcerária. A doação desses colchões previne e evita a proliferação de todas essas doenças endêmicas que circulam dentro do universo carcerário. Na verdade, a assinatura desse termo de compromisso tem muito a ver com a saúde pública, com o objetivo de evitar que ocorra a propagação, dentro do universo penitenciário, dessas doenças endêmicas que hoje proliferam no estado do Rio de Janeiro”, afirmou.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*